CARTA ABERTA DOS POVOS INDÍGENAS DO DSEI-VILHENA

CARTA ABERTA DOS POVOS INDÍGENAS PAITER SURUÍ, CINTA LARGA, AIKANÃ, KWAZÁ E TUPARI REIVINDICANDO MELHORIAS NA SAÚDE INDÍGENA Cacoal, 27 de agosto de 2014   No dia 27 de agosto de 2014, reuniram-se na sede da Associação Metareilá do Povo Indígena Suruí lideranças das etnias Suruí, Cinta Larga, Tupari, Aikanã e Kwazá para discutir providências…

Details

Jovens indígenas Paiter Surui participam do Festival Mariri Yawanawá 2014

   Nos últimos dias 10 à 15 de agosto de 2014, aproximadamente 15 indígenas do Povo Paiter Surui participaram do Festival MARIRI YAWANAWA que foi realizado na Aldeia Mutum – Terra Indígena do Rio Gregório – Acre.    A ida dos participantes Surui, não foi tão simples chegar até o local da festa, “Aldeia Mutum”.…

Details

Justiça concede à indígena sem diploma de ensino direito à matrícula na UNIR

Porto Velho – Rondônia: Mesmo sem possuir ainda o certificado de conclusão do ensino médio,

a indígena do Povo Paiter Surui, Walelasoetxeige Paiter Bandeira Suruí será matriculada no curso de Direito da Fundação Universidade Federal de Rondônia. O direito de ingresso no nível superior foi garantido em decisão liminar do juiz federal da 1ª vara, Dimis da Costa Braga, em Mandado de Segurança apreciado ontem (23) pela Justiça Federal de Rondônia.

Walelasoetxeige Paiter Bandeira Suruí cursa o último ano do ensino médio e comprovou em juízo sua aprovação no Exame Nacional de conclusão de ensino médio – ENEM 2013, obtendo excelente pontuação e se classificando em 78º lugar para ingresso no curso de direito da UNIR. Como não pôde exibir o certificado de conclusão de ensino médio no ato da matrícula, teve seu ingresso na universidade indeferido pela administração do campus.

Examinando os argumentos da estudante apresentados em juízo, o magistrado disse que “As constatações, por si sós, afiguram-me suficientes a traduzir o direito da impetrante à garantia de vaga, até obter o certificado almejado, condição necessária à efetivação da matrícula. A Constituição da República Federal do Brasil erigiu a educação à categoria de direito fundamental social”.

Além de conceder à estudante o direito à matrícula na UNIR, o magistrado registrou na decisão: “No particular, convém louvar o êxito da impetrante: sua aprovação no vestibular, ainda não concluído o ensino médio, é comportamento hercúleo, típico de guerreiros”. Em seguida homenageou a estudante com um poema indígena de sua autoria, ainda a ser publicado pelo PEN Club de Escritores de Viena, em português e alemão. Em seguida, determinou à reitora da Universidade Federal de Rondônia que proceda incontinenti a matrícula da autora do Mandado de Segurança nº 0008433-56.2014.4.01.4100.

Details

2º ENCONTRO ANUAL DO CONSORCIO AIME

Aconteceu na cidade de Lima, em Peru entre os dias 15 a 17 de julho, o 2º Encontro Anual do Consorcio AIME (Ampliando Inclusão E Mitigando Emissões) com participação dos representantes da Associação Metareilá. O encontro reuniu nove organizações ambientalistas da América Latina, uma delas foi Associação Metareilá, e objetivos discutido foram: fortalecimento das organizações…

Details

Almir Surui realiza palestras em Vilhena, no dia do Meio Ambiente

    Para celebrar o dia do Meio Ambiente, que é comemorado no dia 05 de junho, Vilhena recebeu na manhã da última sexta-feira, 06 de junho, a visita do Palestrante Cacique Almir Narayamoga Surui, um dos maiores representantes indígenas defensor do meio ambiente.     Focado em temas de Sustentabilidade, Cultura e Desenvolvimento, o…

Details