Surui” é o nome mais conhecido do nosso povo.
Ele nos foi dado por antropólogos, mas nosso nome real é “Paiter“, que em nossa língua significa:

“O POVO VERDADEIRO,
NÓS MESMOS”

 

Desde 1968, quando Nós, os Painter, começamos a ter contato “oficial” com o homem branco, as relações com não-indígenas vêm provocando profundas mudanças em nossa sociedade. Essas mudanças, porém, não apagaram o nosso espírito guerreiro, que nos motivou a lutar pelo reconhecimento e integração de noso território.

Em nossa história recente, nossa terra tem sido extremamente ameaçada pela violência do programa Polonoroeste, a corrupção e omissão das agências do governo e pela invasão não-autorizada de pessoas aleatórias, tais como madeireiros e mineiros.Lutando como podemos contra estas adversidades.

Nós, os Paiter, junto com os povos da Floresta, estamos determinados a manter nossa cultura e nosso meio-ambiente vivos.